Quinta-feira, 24 de Setembro de 2015

TABUADA

 De entre o material necessário quando se entrava para a Escola Primária, como sucedeu no meu caso, constavam não só o livro para a respectiva classe, mas também os cadernos de desenho, caligrafia, com as características linhas estreitas para acerto do tamanho e forma das letras, e a sebenta, cujas letras significavam na giria popular; se és bom estudante não tenhas amores.

Para além de outros artigos escolares, como lápis, borrachas, canetas de aparos soltos, pedra ou lousa com o competente lápis e a indispensável tabuada.
A TABUADA que, para a maioria dos professores, era indispensável saber na ponta da língua, por se tornar necessária durante toda a vida, quaisquer que fossem os rumos que se seguissem e, as conjunturas sócio/económicas existentes.
Como curiosidade dizemos que nas instruções constava que, antes de se começar a aprender a Tabuada, tinha que se saber os algarismos da mesma, para melhor a podermos compreender.
Com o andar dos tempos as transformações do ensino originadas com o aparecimento das novas tecnologias, desde as máquinas somadoras e calculadoras manuais até às actuais digitais e computadores, tudo se alterou, pelo menos teoricamente, uma vez que sendo as máquinas que efectuam os cálculos, deixou-se de ter sensibilidade sobre o verdadeiro valor da moeda e consequentes transacções.
Por isso se diz que, nos dias de hoje, nem todos sabem fazer contas mentalmente e, não se referem apenas à reconversão do escudo que continua ainda a servir de base e comparação para muitos, em relação aos gastos e rendimentos.
Neste contexto, devido à crise em que nos encontramos, questiona-se se toda esta situação não tem também origem no facto do homem se ter deixado ultrapassar pela máquina na resolução dos problemas ao ter deixado de lado a Tabuada e, ser a máquina a comandar a vida.
Assim sendo chega-se à conclusão que se tem que continuar a saber a Tabuada e, ao mesmo tempo, conjugar as duas coisas para que se consiga sair da crise., antes que aconteça o que sucedeu com o estabelecimento que, com o antigo comerciante, não tinha problemas de tesouraria na sua actividade, mas que passados alguns anos de gerência dos sucessores com implementação indiscriminada de novas orientações perdeu a sua liquidez.
Por isso, pela nossa parte, leva-nos a concluir que continua a ser indispensável, para além de outras soluções, saber a Tabuada, para que em conjunto com as novas tecnologias seja possível dar-se a volta à actual situação.
Terminamos dizendo que em face da complexidade do assunto, que abordámos, deixamos a melhor resposta ao critério de cada um, na esperança que a crise socio/económica seja solucionada.
ARMANDO RIBEIRO
ARMANDO RIBEIRO
publicado por armandoribeiro às 22:36
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. AGRADECIMENTO

. VISITA SUA SANTIDADE PAPA...

. NOSSA SENHORA DA PAZ

. PADRE FERNANDO VALENTE

. ÀS NOSSAS MÃES

. DIA INTERNACIONAL DO ENFE...

. ANJOS PEREGRINOS

. DIA LOCAL DO ANTIGO ALUNO...

. DIA DA MÃE

. COLECCIONISMO

.arquivos

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.contador

free counters

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds