Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

ANIVERSÁRIO JUVENTUDE SPORT CLUBE

Comemora o Juventude Sport Clube na próxima sexta-feira dia 5  o seu 90º.aniversário, uma vez que foi fundado no dia 5 de Dezembro de 1918.

 

Após o desaparecimento de mais dois clubes em Évora, (o Sport Clube da Graça e o Seta União Futebol) reuniu à luz de uma vela junto à Igreja de São Francisco, um grupo de rapazes a fim de constituirem um novo clube, para se juntar aos que já existiam na Cidade naquela época.

 

A Igreja de São Francisco  de uma só nave com a sua maravilhosa e característica arquitectura, particularmente nas ameias, torres das fachadas, pórtico  e abóboda, é uma das mais impressionantes Igrejas Portuguesas.

Após várias reuniões a ideia tornou-se realidade pelo que a 5 de Dezembro de 1918 foi constituído o Juventude Sport Clube,  vulgarmente conhecido por Juventude de Évora, sendo seus fundadores : Francisco Santos, Manuel Louro, João Nunes, Augusto Artur e João Matos.

 

Em baixo:- Francisco Santos e Manuel Louro

Em cima: - João Nunes, Augusto Artur e João Matos

 

Por sua vez o nome foi escolhido por Manuel Garcia Pereira, que tinha feito parte do grupo que se reuniu para o efeito.

 

O nome sugerido derivou do facto de Manuel Garcia Pereira ser natural da Freguesia da Sé da Cidade do Porto e, ter feito parte de um clube que  existia na Cidade Invicta  que se chamava Juventude,  aleado ao facto de serem todos bastante jovens.

Também foi  Manuel Garcia Pereira que escolheu as cores dos equipamentos.

A primeira direcção foi formada por Victor Morais (presidente), João Matos, Manuel Louro, António Peralta e Manuel Garcia Pereira e, a primeira séde ficou instalada na Rua dos Mercadores nº. 112-A, a casa de Francisco Santos , um dos fundadores.

A casa tem colocada uma placa em granito sobre a porta que assinala o acontecimento, tendo a cerimónia feito parte do programa de comemorações de um dos aniversários do Juventude.

 

Como curiosidade informamos que a Rua dos Mercadores, cujo nome lhe foi dado por alturas de 1764, pertencia à antiga Judiaria da Cidade que era das mais importantes do País até fins do sec.XVI.

A 2ª. séde foi na Rua da Moeda na casa de João Matos, outro dos fundadores e, por ironia do destino fazia também parte da Judiaria, tendo o nome sido dado em sessão camarária de 2 de Junho de 1884 como recordação de se ter cunhado moeda em Évora, muito embora se desconheça o local.

 Ao longo dos anos muitas foram as actividades desportivas e culturais praticadas no Juventude, de entre as quais salientamos:- atletismo, andebol, basquetebol, bilhar, ciclismo, damas, futebol, ginástica, hoquei em patins, karaté, judo, natação, minigolf, pesca desportiva, ténis, ténis de mesa, voleivol, xadrez e windsurf,  entre as desportivas e, marchas populares, leitura, música, dança, boletins, jornais, bailes,biblioteca, coleccionismo filatélico ,sessões de cinema  e variedades, bem como programas de rádio  com a  então denominada  "Hora dos 120 Minutos" entre as culturais.

Contudo tem sido o futebol, como desporto das multidões, o que mais adeptos granjeou e o de maior continuidade no Clube.

Por isso nesta nossa crónica  vamos priviligiar o futebol, prometendo num futuro mais ou menos próximo falar neste espaço  sobre as  restantes actividades

Começamos por isso por fornecer a constituição da 1ª. equipa de futebol:- Pedro Santos; António Rodrigues (To-Toi) e Almeida; Francisco Marreiros (Batata), Manuel Sobreira e Francisco Monginho; Manuel Lopes, Alfredo Henriques, Victor Morais, Manuel Peralta e João Ferreira de Matos.

Apesar de nunca ter atingido o escalão maior do Futebol Português, desde o Campeonato Nacional da 1ª. Divisão até à  actual Liga Sagres é dos Clubes mais conhecidos em Portugal e, até além fronteiras devido aos seus feitos desportivos. 

Desde sempre  firmou o seu prestigio na modalidade, tendo sido por várias vezes Campeão Distrital, bem como do Alentejo quando se disputava esse Campeonato.

Também foi Campeão Nacional da 3ª. Divisão em 20  de Março de 1951 ao vencer em Santarém no Campo das Padeiras a equipa da Associação Desportiva Sanjoanense por 1-0 com golo de João Mendonça.

Apresentamos uma das equipas que defendeu as cores do Juventude no Campeonato Nacional da 3ª. Divisão na época de 1950/51.

 

1º. - Plano  - António Maria, Mochila, Serra, Martins e Eduardo.

2º. - Plano - Jorge Santos, Casimiro, Rogério Contreiras, Daniel, Lampreia e Gomes.

O Juventude conseguiu boas equipas nomeadamente nas décadas de 50, 70 e 80  e ainda hoje é digna de registo a que disputou o Campeonato Nacional da 2ª. Divisão em 1951/52, por ter sido considerada a que melhor futebol praticou naquela época em Portugal, pelo que foi denominada como "equipa maravilha".

 

Em cima: - Casimiro, Bucheli, Serra, Pinto de Almeida, Rogério Contreiras e Jorge Santos.

Em baixo: - Passos, Matos, João Mendonça, Fernando Mendonça e Chitas.

Como curiosidade recordo que a seguir ao jogo disputado no Estádio da Tapadinha para a Taça de Portugal um  dos cronistas de um Jornal Desportivo ter dito que tinham florido malmequeres na Tapadinha dada a categoria do futebol praticado pelos Alentejanos.

Por coincidência ou não foi o malmequer a flor que os fundadores escolheram para colocarem na lapela dos seus casacos para a  respectiva fotografia .

O que demonstra bem que desde a primeira hora os Juventudistas pretenderam que o popular Juventude de Évora fosse intérprete de tudo o que dissesse respeito à Cidade de Évora  e ao Alentejo , escolhendo por isso uma flor característica desta Província Transtagana.

Mas também as equipas que disputaram os campeonatos a seguir à equipa maravilha e, as dos finais da década de 70 são recordadas com muita saudade.

Por sua vez as equipas jovens teêm conseguido resultados que dignificam o Clube, como sucedeu com algumas da  década de 50,  quando disputaram  por mais que uma vez as meias finais do Campeonato de Juniores nas épocas em que  a prova era disputada por eliminatórias entre os vencedores das respectivas Associações para além das que ao longo dos anos conquistaram campeonatos regionais.

A equipa de Juniores da época de 1949/50, a 1ª. equipa do Juventude a chegar às meias finais do Campeonato Nacional  da respectiva categoria.

 

De pé:- Ramalho, Zé Baptista, Piti, Natal, Zé Espada, Miguel, Galinha e Rana (Treinador)

Em baixo: - Arménio, António Galego, António Caraça, Rocha, Ambrósio e Zé Ramalhinho.

Para além destes faziam parte da equipa: Alfredo Silva, Domingos Oliveira, Pires, Vaz e Tapadinhas.

De salientar que a primeira grande vitória foi a conquista em 1925 da Taça Gago Coutinho que embora de reduzida dimensão teve na época e continua a ter , principalmente para os mais idosos, um significado muito especial, pelo facto do Juventude ter tido que vencer por três vezes o seu velho rival o Lusitano de Évora, para lhe ser atribuído o troféu.

O estádio foi inaugurado no dia 2 de Dezembro de 1928, tendo o Juventude defrontado a equipa do Comércio e Indústria de Setúbal.

 

Início da construção do Campo.

Tendo sido madrinha a D. Maria Antónia Vieira de Barahona que lhe deu o nome de "Sanches de Miranda. pelo facto do Senhor Florival Sanches de Miranda  ter cedido gratuitamente os terrenos para a sua construção.

 

Florival Sanches de Miranda.

A Iluminação foi inaugurada em Julho de 1970 e o relvado no dia 1 de Novembro de 1973.

Actualmente faz parte Complexo Desportivo Sanches de Miranda  que possui um campo relvado com iluminação, dois campos pelados e dois pavilhões denominados "Juventude Sport Clube"e "Dionísio Aires Moleiro" ( em homenagem a um antigo presidente do Clube)que foram inaugurados em 5/12/1987 e 5/12/1994 respectivamente.

A foto que deu origem ao postal que abaixo publicamos foi tirada do dia 29 de Janeiro de 2006 aquando da queda de um nevão, que obrigou a que  fosse adiado o jogo entre o Juventude e o Amora a contar para a Série F do Campeonato Nacional da 3ª Divisão,  o que aconteceu pela  1ª. vez  em Évora, facto que nunca tinha sucedido na capital do Alto Alentejo.

 

Dignas representantes do desporto das multidões teêm sido também as equipas femininas, desde quando há anos  disputavam o Campeonato Nacional de Futebol da 1ª. Divisão até à equipa que recentemente venceu o Torneio de Abertura de Futsal da Associação de Futebol de Évora.

 

Em cima : - Mendonça, Marisa, Leila, Ana Rita, Inês Roquete, Rita Pratas e Luis Papança (Treinador).

Em baixo :- Tapiço, Silvia Sá, Fátima, Angela, Joana, Iris Correia, Raquel e Cátia.

Em relação às participações femininas quer como atletas, treinadoras,  dirigentes e  sócias , numa época em que muito se fala  em igualdades informamos que essa situação há muito que se encontra contemplada no Juventude, como consta no artigo 13º. dos  Estatutos publicados em 1961 , que passamos a transcrever:

Artº.13º. - Podem ser sócios do Juventude Sport Clube todos os indivíduos sem distinção de raça , nacionalidade ou sexo, com mais de 17 anos que peçam para tanto a sua inscrição.

§ 1º. - Podem igualmente ser  sócios os indivíduos com menos de 17 anos que comprovem estar autorizados pelos respectivos pais ou tutores a inscrever-se ou que por eles sejam inscritos

Uma das jogadoras que fez parte das equipas de futebol de onze atrás referidas, Ana Figueiredo de seu nome é actualmente a treinadora da equipa masculina  de Escolas A, um exemplo a seguir.

Em cima: - Ana Figueiredo (treinadora), Fábio Veiga, Vasco Simões, Marco Tomaz, Filipe Barradas, Daniel Dordio, Pedro Jaleco e Diogo Tristão.

Em baixo: - Filipe Zambujo, André Rico, Tiago Carrageta (cap.), André Melão e Tiago Figueiredo.

A terminar informamos que o Juventude é desde 1983 Instituição de Utilidade Pública e, que em 1938 funcionou na sua séde no Páteo de Salema uma Escola de Instrução Primária,  que por sinal teve grande influência de alunos, continuando a ser recordada com muito interessse por aqueles que a frequentaram e, que se encontram fazendo parte dos vivos.

Para finalizar informo que esta época o Juventude disputa o Campeonato Nacional da 3ª. Divisão integrado na Série F.

 

Em cima:- Paulo Martins, Luis Barreiros, Sissé, André Xavier, Cainó e Tiago

Em baixo:- Filipe Abrantes, Farinha, Rui Benavente, Ruben e Nuno Gaio.

 

 Finalmente neste dia em que recordamos várias datas alusivas a vários acontecimentos publicamos uma foto da equipa de 1928, por ter sido o ano em que foi inaugurado o Estádio "Sanches Miranda"

 

Em baixo : - Francisco dos Santos (Piviriu), António Correia (António Maria do Anjo), Luis Godinho, António Silvestre (Tónica), Francisco Amável (O Lagariça) e Joaquim da Serra.

Em cima : - Diamantino Queimado (Beque Espanhol), Estevão Jardim (O Gaiato), José Peixe (Zé Marmelo), Joaquim Praça, António Pereira, Américo Cabrita, Américo Santos (Sangreman) e José Neves.

ARMANDO RIBEIRO

 

,

 

 

publicado por armandoribeiro às 15:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

Aniversário Grupo União Sport de Montemor-o-Novo

Comemora no próximo dia 17 o Grupo União Sport de Montemor-o-Novo o  seu 94º. aniversário.

 

 

Por isso apresento as minhas felicitações ao clube da Cidade de São João de Deus e, ao mesmo tempo aproveito a oportunidade para dar a conhecer aos coleccionadores da temática desportiva algo sobre o grupo que é vulgarmente conhecido por União de Montemor.

Na segunda década do século passado muitos clubes se fundaram no Alentejo, nomeadamente em Évora, Cidade e Capital do Distrito do Concelho de Montemor-o-Novo, embora alguns com vidas de curta duração.

Contagiado por esse facto Manuel Fernandes Canhão ao sair de Évora para se estabelecer com uma casa comercial em Montemor-o-Novo, teve a feliz ideia de fundar um clube que não só divulgasse a então Vila , mas que também rivalizasse com outros clubes da Região.

Para além disso a iniciativa também servia de publicidade ao seu estabelecimento, uma vez que o local passava a ter maior afluência de pessoas com o fim de saberem notícias do União.

Depois de alguns contactos e reuniões, o Grupo União Sport foi fundado em 17 de Novembro de 1914, tendo sido seus fundadores:- Calisto António Ferreira, José Pereira Magalhães, Herculano Francisco Oliveira, Isidoro Joaquim das Neves, Alexandre Augusto Feijão, Filipe Augusto Silva e Manuel Fernandes Canhão.

A primeira Assembleia Geral realizada em séde provisória, como não podia deixar de ser, elegeu como Presidente da Direcção Joaquim Marques e Manuel Fernandes Canhão para Presidente da Assembleia Geral.

Nessa época os jogos que se realizavam não tinham carácter de campeonatos, pelo que nos primeiros anos os jogos que se disputavam eram normalmente por convites ou de retribuição e a maioria com clubes de Évora.

Por isso o primeiro encontro foi com o Académico de Évora, tendo o União vencido por 4 - 1.

O Grupo União Sport que apresentou o seu primeiro estandarte em 1933, foi também o primeiro clube que se fundou em Montemor-o-Novo e, por ironia do destino o único que dos daquela época conseguiu sobreviver até aos dias de hoje.

Os estatutos são de onze de Janeiro de mil novecentos e vinte e dois e, inaugurou o seu campo em 1 de Maio de 1927 defrontando uma equipa de Setúbal com quem perdeu por 

3 - 1,

Devido à data da inauguração o Estádio foi denominado "Estádio 1º. de Maio".

As cores das camisolas foram sempre o preto e o branco, continuando ainda hoje a ser do agrado dos sócios e simpatizantes, temendo até os mais antigos que a força actual do marketing possa vir a alterar o seu equipamento.

Conjuntamente com outros Clubes da Região foi um dos fundadores da Associação de Futebol de Évora.

A sua primeira grande vitória foi a conquista do Campeonato Distrital em 1929, feito que voltou a acontecer em 1944, quando também venceu a Taça de Honra de Évora, tendo conseguido ainda grandes vitórias a nível distrital nos anos de 1946 e 1947.

Aproveitando as transformações futebolísticas verificadas nos finais da década de quarenta do sécuçlo passado venceu em 1949 o Campeonato do Alentejo com 13 vitórias e um empate.

Contudo a sua grande vitória foi quando em 1950 venceu a Zona D da 2ª. Divisão Nacional, tendo como treinador Lipo Herczka, que tinha sido alguns anos antes o responsável do Sport Lisboa e Benfica, onde conseguiu vencer por duas vezes o Campeonato de Portugal como então se denominava.

Foi uma das melhoras épocas do União ao disputar a liguilha de acesso à 1ª. Divisão Nacional com o Clube Oriental de Lisboa, Académico de Viseu e Boavista Futebol Clube que subiu ao escalão maior do futebol Português e, que contava nas suas fileiras com os internacionais António e Fernando Caiado.

Esses jogos são recordados com muita saudade pelos Unionistas, bem como os da época de 1951 e 1952, por também ter disputado a mesma liguilha.

No que me diz respeito digo que a primeira vez que vi jogar o internacional Fernando Caiado foi no Estádio 1º. de Maio.

EM 1958 venceu a Zona Sul da III Divisão Nacional e, ascendeu à 2ª. Divisão Nacional.

Em 1960 iniciou-se a construção da actual séde que constitui uma das grandes iniciativas do União após os anos dourados do futebol Montemorense.

Depois disso por poucas vezes conseguiu vitórias de relevo, uma vez que as suas possibilidades financeiras , bem como da Cidade e da Região não permitem sonhar com outros voos.

Actualmente encontra-se a disputar a Divisão de Honra do Distrital da Associação de Futebol de Évora.

Como complemento dizemos que no seu historial contam-se outros feitos dignos de realce por terem sido praticadas no clube várias modalidades, entre as quais: Box, Ciclismo, Ginástica, Basquetebol e Tiro aos Pombos, mas que devido às mais variadas conjunturas foram desaparecendo ao longo dos anos.

Entre todas salientamos o facto de ter conquistado a Taça de Portugal de Tiro aos Pombos em 1936, 1943 e 1944, bem como terem vencido em 1946 a Taça das Nações quando pontificavam os Irmãos Padeiras.

Para finalizar termino publicando para ilustrar esta crónica a poucos dias de mais um grande acontecimento do G.U.S., a Foto da Equipa que há sessenta anos (época de 1947/48) venceu a Taça de Évora , dizendo ainda que o clube é Associação de Utilidade Pública desde 16 de Abril de 1981.

 

Em baixo - Vaquinhas, Diabinho, Amaral, Claro e Pascoal.

Em cima  - Quintas, Lenine, Filipe Gatinho, Rubira, José Luis e Rita

 

ARMANDO RIBEIRO

 

 

 

 

 

 

 

publicado por armandoribeiro às 16:48
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 6 de Novembro de 2008

lusitano Ginásio Clube - Aniversário

Aniversário do Lusitano Ginásio Clube

 

Comemora no próximo dia 11 deste Mês de Novembro  o seu 97º. aniversário o Lusitano Ginásio Clube, vulgarmente conhecido por Lusitano de Évora e, um dos considerados históricos do Futebol Português por ter disputado o Campeonato Nacional da 1ª. divisão entre 1952 e 1966.

Por isso nesta minha página dedicada ao coleccionismo apresento as minhas felicitações, ao mesmo tempo que transmitirei algumas informações destinadas especialmente aos coleccionadores da temática desportiva.

A sua fundação foi formalizada, depois de uma reunião preparatória à luz das estrelas no adro da Igreja da Graça, por onze jovens na Travessa da Bola nº. 11 no dia 11 de Novembro de 1911 com o nome de Lusitano Futebol Clube.

Como complemento dizemos que a Igreja da Graça, o 1º. exemplar da arquitectura da Renascença construído no Alentejo, sob projecto atribuído a Nicolau Chanterense e Miguel de Arruda , com as suas quatro estátuas por cima da porta que carregam às costas as quatro partes do Mundo onde os Portugueses chegaram e, que são conhecidas pelos "Meninos da Graça" de seu nome popular :- Sancho Martelo, Guilherme da Graça, Martinho Chichorro e Gaspar Olhais.

 

A grande opulência dos Meninos da Graça terá certamente contribuído para que o lema do Clube seja "Fazer Forte Fraca Gente".

Inicialmente começou por ser conhecido por Lusitano Académico, em vrtude de serem quase todos estudantes os seus fundadores:-Domingos Coelho Morais, Venâncio Coelho Morais, Rogério Coelho Morais, Adriano Peres Sales, João Ribeiro, José Ribeiro, José Simões Silva, Manuel Fernandes, Manuel Marçal, Manuel Morais e Augusto Melo.

A sua primeira direcção presidida por Domingos Coelho Morais que também foi o primeiro treinador, foi constituída pelos irmãos Domingos, Venâncio e Rogério Morais, tendo a sua primeira séde sido na Rua das Fontes nº.43.

A alteração de Lusitano Futebol Clube para o actual Lusitano Ginásio Clube verificou-se em 1925 e, os estatutos foram aprovados pelo Governo Civil de Évora em 18 de Janeiro de 1926.

Apesar de constarem no seu historial feitos dignos de realce em várias modalidades salientamos hoje apenas alguns relacionados com o futebol pelo seu significado na vida do clube.

Na época de 1951/52 sagrou-se Campeão Nacional da II Divisão, tendo por isso ingressado na I Divisão Nacional onde se manteve durante 14 anos.

Também ganhou a Taça Disciplina por ter disputado uma centena de jogos sem que os seua atletas tivessem sofrido quaiquer castigos disciplinares, um feito digno de realce.

 

 

Actualmente o Lusitano disputa a Série F da III Divisão Nacional.

 Finalmente  dizemos que para além de ser considerado Instituição de Utilidade Pública des de 27 de Outubro de 1984 e, de diversos louvores e decorações é membro da Ordem do Infante Dom Henrique e Oficial da Ordem Militar de Cristo.

Armando Ribeiro

publicado por armandoribeiro às 21:24
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 4 de Novembro de 2008

Postais de Campos de Futebol

 

 

As colecções de postais de campos de futebol são das que os coleccionadores da temática desportiva se dedicam em maior número.

 

Entre os postais editados há autênticas obras de arte, quer devido à beleza dos estádios e, das fotos que lhe dão origem , como pelos motivos que os complementam.

 

Por isso são muito apreciadas as exposições sobre este tema, lamentando-se que não se realizem com mais frequência para que um maior número de pessoas, quaiquer que seja a sua idade, tenha possibilidade das admirar.

 

Para ilustração desta página escolhi os nove postais editados de campos de futebol da Cidade de Évora e, que tenho conhecimento.

 

           

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

       ARMANDO RIBEIRO

publicado por armandoribeiro às 19:18
link do post | comentar | favorito
|

Revistas Desportivas

 

 

Quando no Mês de Abril de 2007 a Revista Futebol Português apareceu nas bancas fui dos que julguei que o projecto tinha pernas para andar e, que com mais ou menos dificuldades se impunha não só no mercado Nacional como além fronteiras através dos nossos compatriotas que vivem em todos os Continentes.

 

A Revista apresentava novidades, era aliciante com notícias definidas e bem escolhidas, para além da sua feitura apresentar muita quqlidade , quer na imagem como no papel utilizado.

 

Contudo por motivos que desconheço apenas foram editados quatro números, que no entanto e no que me diz respeito aumentaram e valorizaram a minha colecção da temática desportiva, apesar do número bastante exíguo que chegou ao poder dos leitores.

 

Resta para quem as conseguiu que vão ficar para os seus sucessores e um dia, sabe-se lá quando poderão fazer história da sua própria história.

 

           ARMANDO RIBEIRO

 

publicado por armandoribeiro às 18:28
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. BOAS FESTAS

. COMUNICAÇÃO E AGRADECIMEN...

. AGRADECIMENTO

. VISITA SUA SANTIDADE PAPA...

. NOSSA SENHORA DA PAZ

. PADRE FERNANDO VALENTE

. ÀS NOSSAS MÃES

. DIA INTERNACIONAL DO ENFE...

. ANJOS PEREGRINOS

. DIA LOCAL DO ANTIGO ALUNO...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.contador

free counters

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds